segunda-feira, 24 de março de 2014

Na cadeira de Moisés

esta era a cadeira de Moisés no sentido histórico

Eu tenho feito as mesmas orações sinceras ultimamente.Aquelas que pedem a Deus respostas mais completas,porque as minhas perguntas involuntariamente ficaram,depois de duras experiências vividas,mais complexas.Meu marido e eu temos orado em cômodos separados da casa embora ao mesmo tempo(ele me ouve orando no quarto,pede se pode orar comigo,eu digo que não,que preciso ficar a sós com Deus,então ele entende e vai para sala orar),porque entendo que há beleza em orarmos juntos,mas quando temos alguém por perto,muitas vezes não conseguimos dizer para Deus tudo o que de fato precisamos,mesmo sendo nosso conjugue,ou,acabamos influenciamos o outro com nossas palavras e sentimentos;as vezes não tão bonitos.Na verdade tenho me preocupado mais em orar de verdade,falando como verdadeiramente me sinto e o que questiono,do que orar belamente,portanto não preciso de ninguém além de Deus me ouvindo.
Ontem foi assim,oramos,o Senhor me disse:
''Com o benigno te mostrarás benigno,e com o homem sincero te mostrarás sincero.''Salmo 18:25 e em seguida saímos para caminhar.
Quando voltei,a Bíblia ainda estava sobre o sofá,e ao abri-la me senti tremendamente confortada pela Palavra que li.
É o tipo de mensagem que dificilmente veremos pregadas nos púlpitos em nossos dias,mas que nos faz entender melhor o retrato da Igreja nos últimos tempos,de como agem algumas lideranças e como deve agir em função disto o povo,que precisa congregar,sabe disto,mas não pode ou não consegue por mais que queira, deixar de questionar tantos erros visíveis na Casa de Deus.
Em Mateus 23,o próprio Cristo discursa no templo,severamente,contra os escribas e fariseus-religiosos da época.Ele começa dizendo que lugares estes ocupam:a cadeira de Moisés.
''Então falou Jesus ao povo e a seus discípulos dizendo:Na cadeira de Moisés estão assentados os escribas e fariseus.''vers.1e2
Entendo como ''cadeira'' neste texto,um lugar de destaque e liderança.Moisés foi o primeiro líder da nação de Israel após a saída do Egito.Era um homem reto,sincero,espiritual,de relacionamento profundo com Deus,livre de preconceitos,humilde,que falava com Deus face e face e tinha a face resplandecente sempre depois que orava.Moisés era o modelo de Líder religioso-se assim podemos dizer-que a Igreja precisava(e PRECISA AINDA) ,e o foi até o fim.
Mas muitas águas passaram debaixo desta ponte,muitos anos,muitas gerações,muitas mudanças entre povo de Deus e seus líderes,alguns tementes e outros corruptos ..agora,segundo Jesus,na cadeira de Moisés,ou seja,na liderança da Igreja,estavam os escribas e fariseus e Ele continua descrevendo suas ações e nos aconselhando como lidar com elas:
''observai pois e praticai tudo o que eles vos disserem,mas não andem conforme o que eles fazem,porque falam e não praticam.
pois atam fardos pesados e difíceis de suportar aos ombros dos homens,porém eles nem com um único dedo querem mover estes fardos.''-vers.3 e 4
Vejo aqui um Deus que fala diretamente a um povo que congrega,admitindo que há erros da direção da Igreja,mas que apesar disto o povo deve seguir os conselhos dados por estes líderes.Embora o Senhor advirta que alguns dos fardos que eles impõem são pesados e que eles mesmos não dão o exemplo ajudando a carregar,não menospreza a importância da doutrina de fé ensinada,e nem nós podemos desprezar,uma vez que a Igreja muitas vezes é responsável por restauração em diversas áreas da vida do ser humano,através da sua doutrina e ensinamentos.
Em seguida Jesus discursa sobre a vaidade eclesiásticas,bem visível inclusive aos mais atentos e bem destonante do modelo deixado pelo próprio Cristo:
''Fazem todas as obras a fim de serem vistos pelos homens,trazem largos filactérios,e alargam as franjas dos seus vestidos,amam os primeiros lugares e as primeiras cadeiras nas sinagogas ,as saudações nas praças e o serem chamados mestre(Rabi).vós porém não desejais serem chamados Rabi,pois um só é Mestre,o Cristo,e todos vocês outros são irmãos''vers.5-8
Filactérios eram escritos religiosos,pergaminhos que os judeus costumam enrolar nos braços e prendiam no rosto ao fazer orações.
Hoje ainda vemos em muitos líderes esta necessidade de demonstrar no palavreado politicamente correto ou na postura e frases de efeito,o quanto são homens santos e amigos da moralidade..mas como diz o início deste trecho,alguns o fazem apenas para serem vistos pelos homens,amando mais os títulos que carregam e as vantagens que tem como líderes do que a salvação,a fé a intimidade com Deus e o temor a Ele devido,como era o caso do humilde Moisés.
Em seguida,Jesus deixa o discurso direto,deixa de falar com o povo e descrever aos fariseus e escribas para eles,para falar e repreender diretamente os próprios,prometendo-lhes que apesar de estarem impune no momento,haverá ais no futuro .
O que me chama atenção aqui,é como Jesus demonstra que tais homens já davam naquela época mais importância aos dízimos e ofertas do que ao próprio templo e ao altar em si,como temos visto também agora;escolhem pregar sobre isto á pregar santidade,salvação,amor,misericórdia,relacionamentos,doutrinas que mudam a vida e o destino das pessoas,o que seria o real interesse daqueles que são de fato apaixonados pela salvação das almas e não tem interesse em manipular suas vidas e suas rendas
Ai de vós, condutores cegos! pois que dizeis: Qualquer que jurar pelo templo, isso nada é; mas o que jurar pelo ouro do templo, esse é devedor.
Insensatos e cegos! Pois qual é maior: o ouro, ou o templo, que santifica o ouro?
E aquele que jurar pelo altar isso nada é; mas aquele que jurar pela oferta que está sobre o altar, esse é devedor.
Insensatos e cegos! Pois qual é maior: a oferta, ou o altar, que santifica a oferta?
Portanto, o que jurar pelo altar, jura por ele e por tudo o que sobre ele está;
E, o que jurar pelo templo, jura por ele e por aquele que nele habita;
E, o que jurar pelo céu, jura pelo trono de Deus e por aquele que está assentado nele.
Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas.
Condutores cegos! que coais um mosquito e engolis um camelo.Mateus 23:14-24

.Jesus avisa a eles que serão castigados porque sendo conhecedores e ministrantes das Escrituras nem zelam pela própria salvação entrando pela Porta,nem  deixam que outros entrem.
Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que fechais aos homens o reino dos céus; e nem vós entrais nem deixais entrar aos que estão entrando.Mateus 23:13
Isto me faz lembrar que há muita gente sedenta de Deus,que reconhece precisar de uma religião,de um lugar onde possa desenvolver sua fé;mas ao chegar no templo,vêem homens ávidos por lucros,vaidosos,e acabam se convencendo de Igreja é isto ,que só os menos inteligentes caem na ''lavagem cerebral ''feita pelos pastores,e que portanto não vale a pena.
Jesus cita o fato de tantos esforços que se gastam para ganhar almas e fazer discípulos,mas ao conseguir fazer isto,faz-se destas almas e destes discípulos duas vezes mais filhos do inferno do que eles mesmos através de seus ensinos interesseiros e equivocados.
Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito(DISCÍPULO,SEGUIDOR); e, depois de o terdes feito, o fazeis filho do inferno duas vezes mais do que vós.Mateus 23:15
Jesus ainda diz,que são estes líderes como sepulcros caiados,bonitos por fora e cheios de iniquidade e hipocrisia por dentro,e que quando são mandados verdadeiros profetas a estes templos e sistemas eclesiásticos,homens que amam a Cristo,amam as almas e a justiça,cujo único interesse é pregar e viver a verdade são presos,são expulsos,são perseguidos..como antigamente a Igreja e a religião perseguia os profetas que lhe foram mandado.
Portanto, eis que eu vos envio profetas, sábios e escribas; a uns deles matareis e crucificareis; e a outros deles açoitareis nas vossas sinagogas e os perseguireis de cidade em cidade;
Para que sobre vós caia todo o sangue justo, que foi derramado sobre a terra, desde o sangue de Abel, o justo, até ao sangue de Zacarias, filho de Baraquias, que matastes entre o santuário e o altar.
Em verdade vos digo que todas estas coisas hão de vir sobre esta geração.Mateus 23:34-36

Como mencionei a princípio,para mim,esta é a fotografia do sistema religioso hoje que envolve senão 100%,uma grande porcentagem das instituições cristãs..falo como alguém que sofreu traumas recentes,causados pelo sistema,que esteve nas reuniões pastorais,que viu de perto a grande importância que se dá a algumas coisas que apenas alimentam o ego,o bolso e a vaidade dos homens,em detrimento das almas e da verdadeira salvação e o quanto isto me marcou e me abalou negativamente,me fazendo estar agora,lutando para conservar meu desejo de continuar fazendo parte da Igreja.
Creio que ainda há homens guiados pelo Espírito,anjos das Igrejas,amantes das almas,mas não posso negar-como Cristo não negou-que na(s) cadeira(s) de Moisés -escrevo no plural considerando as diversas placas diferentes que temos,mas um sistema quase único adotado pela maioria e cada vez maior-há fariseus ainda hoje.
Ler este texto,foi como ouvir de Deus que sabe como me sinto quando tenho que fazer um esforço grande para ir a Igreja,e o quanto me confunde ainda mais as coisas que tenho ouvido lá.
Mas, volto meus olhos e a atenção dos leitores que tem vivido dilemas parecidos,para o conselho inicial dado por Ele ao povo que não quer abandonar a fé,nem deixar de congregar por medo de perder a salvação,de esfriar,de voltar a viver a vida que levava antes de converter-se( pois apesar de tudo,e por amor á Igreja,eu mesma me agarro as pontas do altar por estes mesmos temores):
''Façam tudo o que eles dizem,.não o que eles fazem..''
Prefiro crer que a seu tempo os ais prometidos em Mateus 23 virão sobre todos estes escribas e fariseus hipócritas de nossa geração,colocando a casa e a liderança da Igreja em ordem,pois foi Jesus quem disse e  então na cadeira de Moisés haverão homens santos,líderes despretensiosos e natos como Moisés e como o próprio Jesus.
*Abraço e paz!    

Esta postagem é patrocinada por:
www.chocolateemorango.loja2.com.br

4 comentários:

SANDRA REGINA DE C MACHADO disse...

Paz minha irmã, minha intenção neste contato é testemunhar a grandeza de Deus em nossas vidas. Eu e minha irmã (mais nova na fé que eu) passamos por um problema na igreja, e ainda hoje de manhã nós abrimos nosso coração a Deus, colocando nossas dores, nossa descrença na igreja e em líderes e pedimos uma resposta, que fortalecesse a nossa fé. E como fazia muitos dias que não acessava, eu resolvi abri o blog para verificar se tinha novos posts, e para minha surpresa e alegria, o meu Pai querida tinha um palavra ao nosso coração através de seu texto e da bíblia, chamei minha irmã lemos juntas e glorificamos a Deus pela sua grandeza e oniciência. Te amamos muito em cristo Jesus, e peço a Deus que nos dê força,inclusive a você para não tirarmos o foco do Jesus em nenhum momento sequer.

Fiquemos firmes, estamos no final.


P.S. meu livro, hein, to aguardando seu contato


Sandra

Alessandra disse...

Sandra,seu comentário fez valer a pena compartilhar o que eu mesma recebi,como vc mesmo mencionou,diante dos problemas enfrentados e expostos em oração sincera.Desde ontem,minha maior preocupação em publicar o texto,era a de que ele viesse a soar como quem luta contra a Igreja,e isto não é verdade,não é meu interesse.Tenho aprendido com Cristo porém-que nunca nos negou uma única verdade por mais dura que fosse-que há assuntos delicados que tem que ser tratados,justamente para restauração dos mais desiludidos.Obrigado por testificar!
Entrei em contato com vc por e-mail em relação ao livro ainda outro dia,estou a sua disposição.Obrigado por todo carinho sempre demonstrado por mim.Beijos,fé e força!

Marcelo Santos da Silva disse...

Minha cara irmã Alessandra, sou seguidor de seu Blog, e inclusive fiz um link dele no meu próprio Blog. Sou um leitor de suas postagens, que sempre me edificam de uma forma especial, pois seus textos não parecem textos preparados, mais parecem na verdade confissões a um diário. E isso me chama muito a atenção.

Neste texto que aogra comento, posso lhe ser sincero, fui muito tocado. Primeiro por sua sinceridade em falar de coisas tão pessoais. Depois, por falar de algo que ocorre atualmente com a igreja na terra, e que também já me atingiu. Porém, também quero compartilhar com você e com seus leitores uma experiência pessoal pela qual passei a respeito desse tipo de problema.

Há uns dois anos atrás eu estava no olho de um furacão desses, de problemas na igreja que me levavam às lágrimas quase sempre. Sou presbítero de uma igreja, e via e ouvia coisas que me deixavam muito triste. Sabe, fofocas, calúnias, falta de direção da liderança, e outras coisas. Já tinha pedido a Deus um direcionamento pra mudar de igreja, outras duas vezes, mas a resposta sempre era negativa. Me parecia que o
Senhor me queria ali por algum motivo, e eu tinha que passar por aquilo. Até que chegou o auge da situação e eu não suportava mais, e tamto eu como minha esposa decidimos voltar aos pés do Senhor. E em oração nós clamamos, mais uma vez, pra Deus nos direcionar para outra igreja. E no mesmo dia, durante um louvor, um dos ministros, sendo usado por Deus, entre outras coisas ditas, me disse "Não saia!".

Diante disso, orei ao Senhor pedindo força para permanecer, uma vez que Ele não queria que eu saísse, e eu já nem estava mais com vontade de ir à igreja, quanto mais de ver a face do pastor. Então chegou o período do carnaval de 2012, que eu não queria ir, pelo motivo que expus acima, mas minha esposa insistiu para irmos pelo menos nos cultos à noite. Então, meio contrariado, fui. Ao chegar lá, uma irmã me pediu pra ajudar na intersessão, o que me obrigou à clamar a Deus pelo meu próprio coração e atitude, pedindo perdão. E aquela era a primeira noite do retiro, onde o Senhor usou o pregador para falar muito profundamente comigo. O pregador disse diretamente que havia alguém ali que estava pensando em sair,um obreiro, que queria abandonar seu pastor. Mas que era pra entender que este também é homem, e por isso falho. Que assim como outros podem exercer influencia negativa sobre ele, eu poderia exercer influencia positiva e ajudá-lo.
Sabe irmã, fui muito quebrantado naquela noite, e algo dentro de mim mudou e tem mudado até hoje. Deus me fez entender algumas coisas, e a principal, como vc mesmo disse, é Ele quem vai corrigir. O que temos que fazer é orar, trabalhar na obra e exercer inlfuência positiva.

Minha angústia de ver os erros, diminuiu. Não por ter me unido ao sistema errado, mas por entender que não sou eu quem tenho que mudar. A minha parte é obedecer ao Senhor e à liderança, pois Deus é o Senhor da igreja, mais ninguém. E de fato tenho visto algumas mudanças, que vão ocorrendo devagar, para mim, mas no tempo correto de Deus.

Desculpe se tomei muito seu tempo. Deus a abençoe sempre.

Marcelo Santos da Silva

Alessandra disse...

imagine Marcelo,não ocupou meu tempo!Testemunhos são sempre edificantes e necessários para nosso fortalecimento.Grandes abraço a vc e sua esposa!

Edificando em todo lugar..

type