sábado, 11 de dezembro de 2010

Anestesia-me



Anestesia-me
se o coração doer
a dor me faz chorar
a dor me encolhe
a  dor me cala ou me grita
a dor me enfeia
mas depois me embeleza..
anestesia-me
se o coração doer
a dor me pára
a dor me empurra
a dor me bate com força
mas depois a dor me cura
Anestesia-me
se o coração doer
a dor me irrita
a dor me abala
a dor me faz criança
mas depois me amadurece
Anestesia-me.
(poesias e reflexões de *Alessandra Barcelos)

3 comentários:

Fabio Faith disse...

Vc sempre tem umas poesias mtos lindas que sempre nos faz refletir

Tatiane Garcia disse...

Mto belo Alê!!!
bjo bjo pra ti!!!

Flavia Torres disse...

linda Alê parabéns!

Edificando em todo lugar..

type