domingo, 6 de abril de 2014

O Salmo,suas verdades e seu autor


Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigiam os guardas.
Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois assim dá ele aos seus amados o sono.
Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão.
Como flechas na mão de um homem poderoso, assim são os filhos da mocidade.
Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, mas falarão com os seus inimigos à porta.Salmos 127:1-5

Sem dúvida alguma,este Salmo é mais um dos meus favoritos.Sua promessa é inconfundível,assim como a verdade nele escrita,e digo isto porque já provei dela muitas vezes,no cuidado constante do Senhor sobre minha vida financeira especialmente em relação a outras pessoas,esforçando-me eu ou não para isto.
Ontem porém,após orar sinceramente ao Senhor,e tê-lo como resposta certeira ao meu coração,o que mais me chamou a atenção,é o subtítulo dado a ele em minha Bíblia -e provavelmente na sua-(confira,se tiver uma Bíblia por perto)e a menção do seu autor.O subtítulo dizia:
''Segurança,prosperidade e fecundidade vem só de Deus''-Cântico dos degraus,de Salomão.
O Salmo foi resposta certeira para mim,porque a dias tenho vivido milhares de conflitos internos -não vou negar-entre outros,também os relacionados a dízimos e ofertas.
Antes de mais nada,quero explicar que falo sobre isto aqui no blog,porque penso que outros milhares de cristãos passam internamente pelos mesmos conflitos senão sempre,de vez enquando,porém a preocupação com as aparências nunca lhes permitirão confessar,portanto alguém tem que dizer e que seja eu.
De um lado,vejo e posso me lembrar de preciosos milagres que Deus fez em minha vida ao longo dos anos que o tenho servido.Lembro-me da vida pobre,quase miserável mesmo, que vivi com meu pai no Paraná dos 9 aos 17 anos,também de ter passado por maus bocados nos primeiros anos de casada e logo após o nascimento do Gabriel,meu filho,hoje com quase 10 anos.Dos péssimos empregos que tive,do desemprego do Alex no início,das dívidas,de ter fechado minha primeira loja por inexperiência na administração e com dinheiro,dos anos que andamos a pé enfim..
Depois me recordo de Deus mudando nosso cativeiro,nos dando uma casa confortável(alugada) para morar,melhorando nosso padrão de vida,me permitindo recuperar a loja,dando estabilidade ao Alex no quesito emprego e promovendo ele de tempos em tempos..também abrindo portas de melhores pontos comerciais para loja ,nos abençoando na compra do primeiro e segundo carro e nos dando de presente o terceiro e o atual..enfim..como dizer que não fui abençoada?
Sempre fomos dizimistas,e os conflitos sobre dizimar ou pagar uma conta urgente tipo aluguel ou conta de luz sempre existiram,por fim ,a obediência e o temor a Palavra sempre prevaleceram;assim como a consciência de que como tudo na vida,a Igreja também precisa de recursos para manter as portas abertas.Posso dizer que a cada gesto de obediência,o Senhor supriu os demais departamentos.
O que agravou as dúvidas ultimamente,foi o contato interno com a administração eclesiástica,foi viver na pele a realidade de administrar uma Igreja que estava caindo aos pedaços em Elisiário,e não ver em meus superiores nenhum interesse em ir até lá,programar uma reforma,investir-já que a denominação em si é rica,enfim..pelo contrário,exigindo mais lucro,gastando o que era recolhido com presentes caros para presidentes e advogados da ordem.
Mas ..gosto de olhar para mim mesma e ser sincera em enxergar meus erros e desvios,de conversar com Deus,de pensar nas consequências e de separar meu relacionamento com Deus do meu relacionamento com a religião.O ato de dizimar e ofertar é uma ordenança bíblica,e para ignorá-lo eu teria que rasgar muitas páginas do Livro Sagrado.Deus nunca desordenou o dízimo,diante de nenhuma circunstancia,nem no Antigo,nem no Novo Testamento,
Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas(dizimar), e não omitir (não deixar de fazer)aquelas(juízo,misericórdia e fé). Mateus 23:23
talvez porque independente de quem o administre a partir do momento em que é posto no gazofilácio,a obediência financeira é algo que agrada o coração de Deus,repreende demônios que costumam agir nesta área e por Deus será recompensado,por ser um ato de amor e adoração(você investe dinheiro em quem não ama?).
Bem o Salmo 127 falou profundamente comigo,porque sei que ando mais focada na minha vida financeira do que era antes;tenho pensado em poupar,economizado,me preocupado com o futuro..mas não quero que isto atrapalhe meu relacionamento com Deus e minha obediência em relação aos dízimos;em outras palavras,não quero me tornar avarenta ao ponto de deixar de obedecer este mandamento.O Salmo 127 me faz lembrar que muita gente se esforça para juntar dinheiro,sente-se seguro em adquirir dinheiro,trabalha de dia e de noite,se preocupa,se aflige,mas apesar de tudo,ninguém pode lhe garantir  que este esforço trará a recompensa esperada,ou se trouxer,que durará para sempre.Se o Senhor não estiver de acordo com esta ''construção'',tudo pode vir a desmoronar mais cedo ou mais tarde,se Ele não nos guardar,roubos,assaltos,enfermidades,podem levar em pouco tempo embora tudo o que se demora anos para acumular.É importante não trocar nossa confiança nele pela confiança nas riquezas.
Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos; 1 Timóteo 6:17
Da metade para o fim do Salmo,o assunto muda;fala-se sobre filhos,que bem aventurado o homem que tem muitos,pois será defendido por eles perante os inimigos,e porque estes sim são em verdade,nossa verdadeira herança,dada pelo próprio Deus.
Me chamou a atenção o subtítulo:
'Segurança,prosperidade e fecundidade vem só de Deus''-Cântico dos degraus,de Salomão.
porque o Salmo foi escrito num tempo onde os povos vizinhos  de Israel,adoravam deuses da fertilidade e do dinheiro(ou,da Fortuna),e foram aos poucos contaminando a Israel com seus costumes.Me chamou  também a atenção o autor do Salmo,porque foi escrito por Salomão,aqui admitindo que segurança,prosperidade e fertilidade vem de Deus,e depois,ao fim de seus dias,tornando-se adorador de Asterote-a deusa da fertilidade.
O que isto tudo me ensina,é que não importa o tempo que temos como cristãos,é necessário vigiar nosso coração sempre.Não é errado ao meu ver o desejo de prosperar,na verdade considero uma promessa bíblica e um direito cristão.O erro é desviar nosso foco,deixar de crer na providência de Deus,no seu cuidado sobre nossa vida financeira entre outros departamentos,deixar de obedecer a Palavra,nos tornar avarentos,incrédulos e sermos seduzidos pela deusa Fortuna,ou pela deusa da fertilidade,como Salomão,mesmo conhecendo a verdade e escrevendo este lindo Salmo!
Os tempos mudaram,a forma da deusa Fortuna se apresentar a nós mudou,as músicas falam sobre ostentação,que nos incita ao amor ao dinheiro,mas o coração de cada cristão tem que se manter firme,olhando para o Senhor,sendo fiel,e esperando Dele toda e qualquer recompensa.
Como disse antes neste texto,os conflitos existem para mim,mas desejo enxergá-los e corrigi-los á tempo,temperando meu coração.Se existem também para você,tenha este termômetro e esta sinceridade dentro de você mesmo,perguntando-se sempre para onde e para quem estás olhando..assim,diferente de Salomão,permaneceremos fiéis em todos os setores onde formos tentados e postos á prova,até o fim.
*Abraço e paz!
Esta postagem é patrocinada por:
www.chocolateemorango.loja2.com.br

Um comentário:

GLEISE CAIRES disse...

Oi Alessandra!! Seu texto é muitissimo edificante..E é bem verdade que todos nós vivemos esses conflitos em nosso interior, precisamos estar aos pés do Senhor integralmente para não sermos vencidos por estes conflitos...
beijos, a Graça do Senhor seja contigo!!
http://paineljovem.blogspot.com.br/

Edificando em todo lugar..

type