segunda-feira, 1 de junho de 2009

''A PRESENÇA''


Sábado,ao chegar no culto em minha Igreja,sentei-me no banco e senti um desejo irresistível,de mesmo sentada,de olhos fechados,começar a adorar ao Senhor,com louvores.Eu ainda não sabia,mas seria a pregadora da noite.Quando minha pastora avisou,tratei de buscar para saber de Deus qual seria a revelação para aquele culto.Fazia tempo que eu não pregava,se a escolha fosse minha,escolheria uma palavra de consolação,ou uma que fizesse a Igreja exultar com as tantas promessas de paz e prosperidade que Deus faz aos seus filhos,afinal,eu queria ser agradável.Mas o temor de Deus me impede de pregar o que eu quero,ou que eu acho,pois me lembro que Deus repreende em sua Palavra os profetas que dizem ''paz,paz,quando não há paz'';e antes importa agradar a Deus,do que aos homens.A Palavra que Deus me revelou,falava da importância de se preservar Sua Presença dentro de nossas Igrejas,são tantas chamadas pelo seu nome,pregando Sua Palavra,que Ele honra,pois sabe que todos os dias,pessoas famintas e sedentas entram nos templos a fim de encontrar socorro da parte de Deus.Lembrei-me de Moisés,numa árdua conversa com o Senhor no monte,depois do povo de Israel ter se corrompido obrigando Arão a fazer um bezerro de ouro para que pudessem adorar,já que Moisés estava ausente por uns dias,e eles não tinham mais certeza de que tinham um líder,e um Deus.Moisés por quarenta dias fez tudo o que podia para convencer Deus a não destruir aquele povo,e conseguiu;mas então o Senhor disse algo mais ou menos assim:''Eu cumprirei o prometido,enviarei um anjo que irá adiante do povo para derrotar todos os seus inimigos e fazê-los herdar a terra que lhes prometi,mas eu não irei,enviarei o anjo,porque se fosse no meio do povo,este povo de coração duro e obstinado,acabaria consumindo-os na minha ira''.
A grande questão que enxergo aqui e que tratei de passar para a Igreja,é que temos duas escolhas a fazer:Ou andamos em santidade e justiça perante o Senhor,desfrutando da Sua Presença,que traz renovo,glória e íntimas experiências com Deus nos cultos,ou caminhamos como o povo de Israel,inquietos,levianos,de coração obstinado,e então,teremos que nos contentar apenas com a presença de anjos que o Senhor por misericórdia,enviar em nosso meio para nos abençoar.O que é mais importante pra você,sair da Igreja,com sua bênção nas mãos,o seu ''pacote'',entregue por um anjo,ou ter estado com o próprio Deus,desfrutando do seu amor e presença?No caso,Israel teve um final feliz,Moisés audacioso disse a Deus:''SE A TUA PRESENÇA NÃO FOR CONOSCO,NÃO NOS FAÇA SAIR DAQUI'';o povo também se entristeceu muito com a notícia,choraram e tiraram de si seus enfeites...Deus voltou atrás,continuou caminhando no meio deles,mais por Moisés do que por qualquer outro.
Será que nós temos nos arrependido também?Será que nossas Igrejas tem feito o possível para preservar a presença Dele?Oh Deus, meu clamor é como o de Moisés:Se a Tua Presença não vier comigo,eu não quero ir...

Um comentário:

Patricia Cortez disse...

seu blog é uma benção estarei sempre aqui acompanhando...
bjs

Edificando em todo lugar..

type