sábado, 24 de outubro de 2009

Cap. 6:Idolatria Escondida-parte 2

***Você lerá agora mais um trecho CAP.6 do livro que escrevi''Sobre Tudo O Que Se Deve Guardar,Guarda O Teu Coração''(todo o livro será postado continuamente nesse blog.)trata-se de um testemunho real,relacionado a vida sentimental de uma jovem cristã.

Aos poucos,ela foi perdendo o interesse por Everaldo,enquanto alguém se aproximava dela e ia ganhando espaço em seus pensamentos.Era apenas um amigo,a principio e se tratava de Erivelto,irmão mais velho de Everaldo,aquele mesmo que Zam outrora havia amado e odiado em seguida.
Erivelto era mais magro,mais alto e tinha um lindo rosto.Era um pouco mais interessado nas coisas de Deus que o irmão,que realmente,depois que começou a namorar já não se importava tanto com os compromissos da Igreja.Agora com 17 anos,Erivelto era um tanto mal-humorado e topetudo.
Os dois aproximaram-se devido aos compromissos com o louvor,então ás vezes ele puxava assunto com ela sobre o irmão e carinhosamente a chamava de ''minha irmanzinha''.Mas na verdade,desde o princípio, acredito que o que ele queria mesmo era a ajuda dela para conquistar uma outra moça da Igreja chamada Michelli,também com 17 anos.
De fato,já super entrosada com as meninas,e amada por elas,ela ajudou para que os dois viessem a namorar.
O problema, previsível para quem tem um pouquinho apenas de mais experiência com pessoas,é que uma menina,agora com 14 anos extremamente carente,não poderia vir a se aproximar tanto de um rapaz por quem já tinha certa admiração sem vir a gostar dele.
O fato de Erivelto ser mais velho,ter um ar mais espiritual,ser bonito aos seus olhos,e até sua rabugice a atraíam.Todos os dias a noite,quando voltava do serviço ele a chamava no portão de casa.Logo a madrasta ,brincalhona,começou a fazer piadinhas a respeito,o que lhe despertou esperanças.Quando ouvia a voz dele chamando seu nome,largava tudo o que estivesse fazendo para atendê-lo.O coração se alegrava,queimava por dentro ao vê-lo.Os dois então conversavam durante horas no banquinho da frente de sua casa,e ele lhe era amável.
Quando o namoro com Michelli começou,obviamente ela sobrou e ele sumiu.A princípio nem para o seu próprio diário ela queria admitir,nem pra si mesmo aliás,mas dentro de si bem sabia que aquela euforia em ver Erivelto,aquela falta que sentia dele,e aquele afeto ,não eram normais;na verdade, já havia se apaixonado por aquele a quem elegera seu melhor amigo.
Quando via o casal junto,o coração chegava a arder no peito.Ficava tentando descobrir o que exatamente chamara tanta atenção de Erivelto em Michelle.Nunca chegou a uma conclusão definitiva,mas analisando a si mesma, por ter apenas 14 anos,achava que para ele,ela ainda era uma criança,sabia que era insegura,que se encolhia o tempo todo,que não tinha ''voz'' própria...qualquer moça seria para ele mais interessante que a amiguinha tola-como se auto denominava.
Como se não bastasse este turbilhão de emoções Michelli era também uma amiga querida,e existia ainda Caroline,ex namorada dele.
Com duas amigas muito importantes pra ela afim do cara,sabia que aquele sentimento novo poderia acabar numa grande confusão.Caso ela não segredasse isso consigo,poderia perder a amizade dos três.
Ele fazia falta,muita falta;e quando ela conseguia chegar perto,não conseguia esconder isso muito bem.Queria pelo menos a atenção do amigo de volta,ou que ele se interessasse por ela,mas nem uma coisa ,nem outra,o que sobrava para ela mais uma vez era a dor.
Caroline morava em frente ao colégio onde nossa personagem estudava,então ela adquiriu o hábito de passar em sua casa todos os dias depois da aula.O problema é que o assunto preferido de Carol era Erivelto e Michelli,para criticar o namoro deles por puro despeito.
Carol,deixava transparecer sua raiva daquele namoro.
Nas poucas vezes que nossa personagem conversavam com Erivelto,ele reclamava a falta de atenção de Michelle.
Michelle,por sua vez,nem tinha certeza se gostava de Erivelto-também lhe contava.
Nossa personagem,ouvia os tres,conhecia todos os lados dessa história,e ainda procurava com todas as forças esconder e sufocar seus próprios sentimentos .
No meio desse triângulo e de tantas informações vindas de uma ,de outra e ainda de uma terceira parte envolvida, ela acabou traída pela língua contando tais coisas para Carol que fez com que as informações chegassem até Michelli,alteradas pelo seu toque pessoal de malícia.
O namoro que já não ia bem das pernas acabou de vez,mas junto com ele desmoronaram-se também as amizades.Erivelto e Michelli ficaram ressentidos um com o outro e com raiva de Carol e dela,e ela realmente ficou sem a amizade de ninguém,como havia previsto.Um pesadelo.
Carol já estava indo morar no Japão com o pai e o irmão.
Erivelto e Michelle deram a nossa personagem a fama de falsa e não confiável entre os jovens.Sentia no tom de voz e no semblante das pessoas,um certo julgo sobre si.

''Ora,a língua,é fogo;é mundo de iniquidade.
A língua esta situada entre os membros do nosso corpo e
contamina o corpo inteiro,e não só põe em chamas toda a carreira
da existência humana,como ela mesma é posta em chamas pelo inferno.''-TIAGO 3;6-

''O que guarda a boca conserva a sua alma,mas o que muito
abre seus lábios,a si mesmo se arruína.''-PROVÉRBIOS 13;3-

4 comentários:

Aurelio - Eu sou felho de DEUS disse...

Graça e Paz do Senhor!

ESTOU SEGUINDO SEU BLOG. ELE É UMA BENÇÃO.

UNISBE - União de seguidores de blogs evangélicos informa


Começou a campanha: Seguir e ser seguido!
O objetivo é que cada blog participante alcance 100 novos seguidores para si.
Siga o meu blog!

Titulo do blog: Eu Sou o Mensageiro!
Endereço: http://aureliomcgomes.blogspot.com/

Você vai ter 100 novos seguidores no seu blog em um mês.

Obs.: Copie esse comentário, coloque nele o titulo e o endereço do seu blog no lugar do meu, e envie-o para seus amigos!

E SE VOCÊ JÁ É UM SEGUIDOR, MUITO OBRIGADO PELO CARINHO, CONTINUE VISITANDO E DEIXANDO SEU RECADINHO E SUGESTÕES.

Conto com você. Seja um seguidor, deixe seu COMENTARIO. Sei que posso contar com seu apoio!Link: http://aureliomcgomes.blogspot.com/ ESTOU SEGUINDO O SEU BLOG.

OBRIGADO PELA ATENÇÃO AS PALAVRAS DESTE HUMILDE SERVO DO DEUS ALTÍSSIMO!

Laura Pinheiro disse...

nossa que confusão de sentimentos, gostar de dois irmãos e se decepcionar com os dois, este negocio de lingua é complicado mesmo!
já pequei muito com isso!

®enata disse...

É, eu sempre digo que amizade é uma coisa, mas quando ocorre das amizades entre si, namorarem, ou mesmo casarem, parece que algo se transforma...
Ou há um certo afastamento, ou se rompe os laços.

E muitas vezes isso não ocorre nem pela pecado da língua, mas as vezes por algo natural...
Minha mãe sempre fala, quando voce se casar, você vai ver que as amizades sempre se afastam. Eu nem preciso me casar pra saber disso, meus amigos mais chegados que se casaram, ou mesmo começaram a namorar, já nem os vejo mais.
Isso as vezes é bem doloroso pra mim!

Continuando a Ler...

Mariana disse...

É incrível como eu estou sofrendo com a personagem, estou adorando o seu livro hehe.

Edificando em todo lugar..

type