segunda-feira, 19 de abril de 2010

Destaque


Ontem Alex e eu conversávamos pela manhã,sobre o fato de já não ser importante estar o tempo todo sendo usado dos cultos para pregar ou ministrar louvor .Quem me conhece a mais tempo e lê além deste,meu outro blog,sabe que desde o início do ano,somos auxiliares do ministério de um outro casal de pastores,e não mais dirigentes responsáveis por todos os cultos.
Deus nos deu um sentimento de paz muito grande desde então.Primeiro,porque os pastores de nossa Igreja,Claudenir e Eliana,são maravilhosos,generoso connosco,e nos transmitem um amor como de pai e mãe.Temos também o André,filho deles,como nosso irmão,e o respeito da Igreja como um todo,nos faz sentir ''em casa'' como a muito tempo não sentíamos.
Graças a Deus,nossas almas não se reconhecem com os ''títulos'',na verdade,o título''pastora'' é para mim,como a armadura de Saul foi para Davi,eu realmente não preciso dele para guerrear e para servir ao Senhor!
Nós conversávamos sobre a paz interior que temos,sendo usados ou não,estando em destaque ou não.Alex citou que ''passamos um nível'' no jogo ministerial.Não há mais desespero nem pavor em ser deixado de lado,esquecidos por hora num canto,porque no momento seguinte o Senhor nos tomará em Suas mãos e nos usará para Seu propósito naquele momento.Essa maturidade é algo excelente,porque antes de tê-la sofremos tanto!Ficamos tão ressentidos!As vezes,tão invejosos!
Paulo deixou algo nas Escrituras a respeito disso2 Coríntios 12:20 Porque receio que, quando chegar, não vos ache como eu quereria, e eu seja achado de vós como não quereríeis; que de alguma maneira haja pendências, invejas, iras, porfias, detrações, mexericos, orgulhos, tumultos.
As competições ministeriais dentro das Igrejas são as maiores causas do ministério como um todo adoecer,porque a intenção do coração é a química responsável por algo tornar-se bom ou ruim.A mesma atitude,pelo motivo errado,nada de bom pode produzir,porque não se tira frutos bons de uma árvore com frutos ''bravos''.
Mateus 7:
16 Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?
17 Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.
18 Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.

Estou compartilhando isso hoje,para que se porventura houver aí do outro lado do PC alguém com sede de destaque e reconhecimento,lembre-se que fomos comparados as árvores,e elas passam por várias estações.Hora estão em flor-enfeitando a obra-;hora estão só cheias de folhas-concedendo sombra no árduo calor do Sol;hora estão cheia de frutos-é quando mais gente há em torno dela,saboreando ,elogiando,dependendo..;mas há o inverno,onde caem folhas,não há flores nem frutos,apenas um tempo de recolhimento e abandono,até a próxima estação,até o próximo período de destaque.
Como aprendemos com Ana e Helena dia desses nos posts sobre o vaso de barro nas mãos do oleiro, em relação ao vaso -não me esqueço-quando pensa estar pronto para o uso,ainda vem o oleiro e tira ''os excessos'' de massa nos cantos...ah irmãos,somos usados,mas quantos ''excessos'' nós temos!É sempre melhor deixar o oleiro tirar os excessos,colocar o vaso no forno para ''errijecer'',e depois isolá-lo num canto para que não se quebre,nem a outros,do que em destaque,incompleto,o tempo todo ''aparecendo'',destrua a obra de Deus e a torne patética.
Pensemos nisso!Como Alex mencionou,vamos ''subir de nível'',e não nos magoar por sermos encostados de vez enquando...o oleiro,o Dono do Jardim,o teu Deus,que é o meu Deus,sabe muito bem o que faz!
Abraço e paz,bom início de semana..

5 comentários:

Eliane Alves disse...

Olá irmãzinha!

Glória a Deus por sua vida, ótima mensagem! Lembrei-me de um artigo que recentemente postei em meu blog sobre esse assunto. "NOS BASTIDORES DO REINO" e este linka perfeitamente com o que escreveu. Que os nossos corações permaneçam motivados por Ele e nossas motivações sejam guiadas não pelo "título", "reconhecimento" e tudo mais; mas por uma causa chamada "Jesus Cristo", em gratidão a tudo que Ele fez por nós, sendo Sua presença em nossas vidas mais do que suficiente comparado a tudo que poderíamos receber nesta terra.
Super beijo, tenha uma ótima semana!!!

Davi disse...

A paz do Senhor esteja convosco.
Se for possível, gostaria que me ajudassem com a divulgação de um novo trabalho que venho desenvolvendo. Espero que gostem do projeto:
www.cantoresgospel.com.br

Tatiane Garcia disse...

Como é bom ler coisas assim...vivemos na era do EU né...tanta briga de egos dentro da igreja as vezes desanima...
bom mesmo ver relatos assim!

mag disse...

E' isso mesmo, aquele dia que postei como um desabafo que estava cansada, era mais ou menos nesse sentido. Meus interesses nao sao materiais, nunca foram, e acho que por isso sirvo no altar da ig. Universal, pois nos nao temos nada mesmo, mas eu queria crescer dentro da igreja, ter mais responsabilidades, ser mais contada etc...mais ou menos o que voce relata ai....e isso realmente nao importa....o que importa e' alcançarmos pessoas que estao morrendo sem Jesus, alias, foi para isso que fomos chamadas...Gostei muito do post...Bj grande com carinho.

Fernanda Valente disse...

Oi Ale, fico feliz pelas suas palavras. Você é um instrumento de Deus. Este seu post falou muito ao meu coração. Infelizmente vivemos uma guerra de vaidades dentro da igreja. Eu faço aquilo que Deus manda, só. Mas quando Deu me destaca, sempre aparece alguém querendo criticar. Como você disse, somos árvores... à vezes estamos em tratamento, para que Deus nos use novamente. Eu não sabia lidar com esse tipo de situção, mas graças a Deus, aprendi.
Um beio no coração. Deus te abençoe gandemente e até a próxima.

Edificando em todo lugar..

type