segunda-feira, 5 de abril de 2010

A Falta de perdão


Gênesis 34:5 Quando Jacó ouviu que Diná, sua filha, fora violada, estavam os seus filhos no campo com o gado; e calou-se Jacó até que viessem.

O objetivo central do post de hoje,é falar sobre o perdão.Semana passada,fizemos um enquete a respeito da mulher,que sem merecer,foi traída,e dentro dessa condição,tinha que decidir se perdoaria ou não seu marido arrependido e daria continuidade ao casamento(se não viu,clique aqui).Eu mencionei que a enquete havia sido feita baseada em sala de aconselhamento pastoral,e o conselho dado dentro desta sala para a esposa,foi o seguinte:''-Se é com voce que ele esta neste momento,se é a primeira vez que isso acontece e se demonstrou um desesperado arrependimento e desejo de ser perdoado,perdoe-o.''
A moça então disse:''-Mas tenho medo de o perdoando,mostrar-me uma idiota,me tornar uma idiota,e dar a ele uma subliminar permissão para que faça de novo''.
O conselho pastoral retornou:''-Dê a ele esta segunda chance,por amor a Deus,ao seu ministério e chamado,e aos filhos que vocês tem.Mas se ele lhe trair uma segunda vez,separa-se,pois se não se separar eu mesmo lhe considerarei uma idiota,mas leve em conta o fato de que isso pode nunca mais vir a acontecer,e você terá salvo seu casamento.''
Então,fica sempre aquele pensamento no fundo de nossas mentes:mas perdoar não é tão fácil,quantas vezes esta esposa olhará para seu marido,e se lembrará do ocorrido...algo se quebrará,a confiança estará definitivamente perdida.''
Olha,quero citar neste post as consequencias graves que a falta de perdão trouxe para todo um povo.Uma marca cruel na história de uma família que até então era abençoadíssima.
O versículo que abre a postagem diz respeito a história de uma das filhas de Jacó,que chamava-se Diná.
Estando eles acampados em uma cidade,um moço,filho do rei daquele lugar,de nome Siquém sentiu-se atraído por Diná,e inconsequentemente a violentou,deitando-se com ela á força.Depois do ato,ele apaixonou-se ainda mais por ela e falando com seu pai Hamor, foram até Jacó(também chamado Israel)contar o ocorrido,pedir perdão,e pedir também a filha de Jacó em casamento .
Jacó lhes disse que o povo de Israel não tinham permissão para se envolver com gente que adorasse a outros deuses.Hamor concordou em deixar de adorar qualquer outro deus,ele,seu filho Siquém e todo povo de seu reino,para adorar exclusivamente ao Senhor Deus de Israel.Jacó prosseguiu dizendo que o símbolo da aliança entre Deus e os Israelitas era o ato de circuncidar seus prepúcios(orgãos genitais)..e mesmo sabendo que isso doeria muito,por amor a Diná,Siquém, e seu pai,concordaram.Ficou decidido então que todos os homens daquele povo circuncidariam seus prepúcios,fazendo aliança com Deus e assim poderiam casar-se e dar as filhas em casamento aos israelitas.
Apesar da tragédia primeira,e do ato absurdo de violentar Diná,estes homens demonstraram arrependimento e boa disposição em se corrigir,mesmo tendo que pagar um preço que qualquer um acharia altíssimo:abandonar todos os seus velhos hábitos de servir a outros deuses,e ainda passar pela dor da circuncisão.
Dois dos filhos de Jacó porém,sorrateiramente,inconformados com o que fizeram a sua irmã,não perdoaram,e planejaram matar todos os homens daquela cidade,a partir de Hamom e seu filho Siquém,para vingar-se e fariam isso logo apósa a circuncisão,pois sabiam que a dor deixaria todos os homens fragilizados.
Simeão e Levi realmente executaram este terrível ato,matando homens arrependidos e bem dispostos de coração.Deixaram Diná para sempre viúva,e envergonharam seu pai Jacó que teve que fugir o mais rápido possível,com toda a sua clã.
Neste fim de semana,o Senhor me fez lembrar desta história e perceber que a raiz disso tudo foi a falta de perdão para aqueles que já tinham se arrependido.
Provavelmente Diná teria sido feliz ao lado de Siquém,pois ele a amava.Jacó nunca teria tido esta vergonha diante de Deus pela dureza de coração de seus filhos.
Ainda hoje,a falta de perdão muda o rumo das coisas que caminhariam para a felicidade.
Rompe bruscamente a comunhão entre conjugues,pais e filhos,melhores amigos,ovelha e pastor...
O perdão,muda tudo,melhora tudo,renova todas as coisas.Por causa do perdão de Deus não somos consumidos,e com o mesmo perdão que nos foi oferecido,devemos-e podemos-perdoar o mal que nos fazem.
Marcos 11:25 E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas.

Colossenses 3:13 Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também.

Lucas 6:37 ¶ Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão.
Abraço e paz!

2 comentários:

simplesmentemonalisa disse...

Depois de ler, acredito que o melhor conselho é mesmo esse. Por mais difícil que possa ser, o perdão é sempre o melhor!
Beijos

Fabio Faith disse...

A falta de perdão impede nos de ser abençoado e bem sucedido....a falta de perdao é um inimigo invisivel que rouba a nossa bençao

Edificando em todo lugar..

type