quarta-feira, 3 de agosto de 2011

A enfermidade e o desemprego no casamento.

 Então saiu Satanás da presença do SENHOR, e feriu a Jó de úlceras malignas, desde a planta do pé até ao alto da cabeça.
E Jó tomou um caco para se raspar com ele; e estava assentado no meio da cinza.
Então sua mulher lhe disse: Ainda reténs a tua sinceridade? Amaldiçoa a Deus, e morre.Jó 2:7-9
 Há um defeito meu muito  claro para mim mesma,que precisa ser sempre muito bem trabalhado para ser vencido:pouca pasciencia em cuidar de pessoas doentes.
  Como  Adão que culpou Eva  apesar de ter comido e mastigado com seus próprios dentes  o fruto proibido no Jardim do Éden ;vou usar a velha pisiquê para dizer que a culpa disto-supostamente seria da minha mãe(calma mãe);que quando eu e minha irmã Ana éramos crianças,ficava muito irritada ao adoecermos.A causa?Ela havia sido abandonada por meu pai,que indo para o Paraná com outra mulher,a deixou sozinha na grande São Paulo para nos criar,sendo assim,sem   pensão,ela trabalhava em 2 empregos para manter a casa,o que nos obrigava a ficar sozinhas  a maior parte do tempo.Criança doente era sinônimo de falta no trabalho e orçamento menor ao fim do mês.
  Quando me casei,percebi  no Alex uma tendência á ''tempestades em copos d'água'' por qualquer dorzinha,tipo:um fiapo no dedo.Ele vinha de muitos mimos maternos,num lar tranquilo,na companhia de seus pais..eu vinha de muitas turbulências..hora vivendo com a mãe,hora com o pai,hora expulsa de casa pelo padrasto...a vida me fez amadurecer,me ''criar'' sozinha..tornar-me durona...sem frescuras.
  Os choques térmicos surgiram,as engrenagens demoraram a se ajustar...ele foi me amaciando com seus mimos.Tudo o que recebeu dos pais-principalmente da mãe-colocou em prática comigo.Aos poucos fui me aconchegando naquele  direito a um paparico quando adoecia,que ele fazia-e faz- questão de dedicar a mim,embora eu nunca tenha feito disto um meio de chamar atenção sem real  motivo.
   Já ele,digamos,recebeu de mim um tratamento de choques ''contra-frescura''...no primeiro mes de casados,foi mandado embora do trabalho porque tinha supostas tonturas e enjoos todo dia...fiquei muito brava, quase  anulei o casamento( este era um outro trauma meu, desta vez de homem que não trabalham, isto por causa do meu padrasto que a vida toda viveu do trabalho da minha mãe)com a minha reação,as frescuras do Alex  desapareceram.Hoje,além de ser um exímio trabalhador,só diz ter dor quando a têm de verdade,é um pai e marido muito responsável.
  Bom,estou escrevendo isto para falar um pouco sobre a mulher de Jó,e das mulheres e homens como  a mulher de Jó em nossos dias.
  Quando nos casamos,é sagrado o juramento de:prometer respeitar na riqueza ou pobreza,saúde ou doença.
  A mulher de Jó não o fez,e muitos hoje não o fazem,nós,servos do Senhor,devemos vigiar para não ser assim.
Ela admirou e amou o marido enquanto tudo corria bem,mas deu-lhe o conselho de amaldiçoar a Deus e morrer(sem se preocupar  em ofender Deus ou se Jó iria com isso  para o inferno)e teve nojo dele,por causa do mal hálito proveniente da enfermidade.
O meu hálito se fez estranho à minha mulher;Jó 19:17
  Não devemos olhar só uma face da moeda,sabemos  que é um baque para qualquer mulher(ou homem),seja por motivo de falência ,desemprego ou enfermidade do outro,suportar carregar todo o peso sozinha(o);e sabemos que nem sempre o outro esta doente ou impossibitado de verdade em se reerguer,muitos,apenas se acomodam ,e acham conveniente não fazer esforço algum.
Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.1 Timóteo 5:8


se alguém não quiser trabalhar, não coma também.2 Tessalonicenses 3:10
   Não era o caso de Jó;lendo sua história percebemos que se tratava de um homem íntegro( Jó 31),respeitado,admirado,bom pai e bom marido..o que lhe ocorreu foi uma fatalidade inevitável e não fruto de irresponsabilidade ou falha de caráter. 
   Marido ou esposa desempregado(a) ou enfermo(a) não deve ser abandonado a própria sorte;como confessei no início do  post, eu mesma tenho  dificuldades de lidar com tais incidentes,mas a Palavra de Deus me constrange a sempre buscar uma atitude diferente do que a que eu teria por mim mesma,essa impasciencia deve ser apenas uma luta travada internamente,e vencida dentro de mim,não exteriorizada,até porque também já estive e estou sujeita a desemprego e enfermidade.
E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também.Lucas 6:31
   Já vi mulheres abandonando o marido,muitas vezes mais velho que ela,porque embora tenha tido condições de dar-lhe uma vida confortável antes ,empobreceu,faliu ,ou coisa do tipo;já vi também homens abandonando a  esposa por estar doente,ou pior:por ter relaxado com a aparência e até usar disso como desculpa para traí-la e humilhá-la.

Ainda fazeis isto outra vez, cobrindo o altar do SENHOR de lágrimas, com choro e com gemidos; de sorte que ele não olha mais para a oferta, nem a aceitará com prazer da vossa mão.
E dizeis: Por quê? Porque o SENHOR foi testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, com a qual tu foste desleal, sendo ela a tua companheira, e a mulher da tua aliança.Malaquias 2:13-14

Se  você tem  intolerância  nesta área, ore pedindo  ajuda ao Senhor para não ser como a mulher de Ló,prepare-se psicologicamente para enfrentar os dias maus de seu casamento,para que quando a tempestade passar e tudo voltar ao normal,não tenha que se envergonhar de seu comportamento,palavras e egoísmo.Fica a reflexão e a chamada em vigiar para cada um de nós
*Abraço e paz!
oração de hoje:
Senhor,todos nós sonhamos com a convivência ideal no matrimônio;sem problemas,sem a falta de dinheiro,sem enfermidades.Mas sabemos que muitas vezes tais coisas nos acontecem e atrapalham a vida um bocado.Ajuda-nos a usar da mesma  compreensão com  nosso conjugue que gostaríamos que ele(a) tivesse  conosco.Para casais em jugo desigual,onde um se esforça e o outro se acomoda,eu peço que entre com o convencimento do teu Espírito no coração do acomodado(a)para que esta família possa se amar,perdoar e viver em harmonia.
Te pedimos e agradecemos em Nome de Jesus.

Um comentário:

Déh Maranhês disse...

Vim para deixar uma mensagem que você talvez queira postar depois... Mesmo assim, vou deixá-la aqui para refletir. Não estou falando de ninguem em especial, nem querendo ofender ninguém. Isso é só para refletir.
Poxa vida… quanta falta de fé nesse planeta… Querem realmente minha opinião? aí vai: Deus existe por que existe, é bom pois é perfeito, mandou seu filho para morrer na cruz por nós. E tudo que nós, que nos fingimos de surdos,mudos e cegos para os sinais, sabemos dizer, é inventar outras histórias, procurar provas contra Deus, destruir fé de outras pessoas que já não tem mais tanta fé… No juízo final quero saber quem vai fazer e ser o que… Creio completamente em Deus eu confio e sempre confiarei nele.Ele existe, é perfeito e bom e pronto acabou. Não mudo nem mudarei essa opinião nunca. Deus mudou minha vida, me encheu de glória e felicidade. E vocês querem saber? Pensam que eu sou uma velha, que não tem mais nada pra fazer na vida? (muita gente acha que todos os crentes são velhos, e os chamam de chatos.) Pois estão muito enganados. Quem escreveu tudo isso e morreria por Deus, que tem muita fé nele é uma menina de 11 anos. Isso mesmo. Pois é. E gente adulta, que era pra ser mais madura, fica ai, pensando coisas assim (não todos, okay?), SE Deus existe? Não concordar com o que ele fez? Tudo tem um propósito, e mesmo que nós não consigamos provar ou compreender seus planos, eles existem e são enormes e maravilhosos. Sabe o que eu mais queria nessa vida? Que as pessoas me levassem a sério. Mas elas não levam, pois sou só uma criança. Mas elas levam a sério os adultos, que desperdiçam chances, fecham os olhos e esquecem da fé. Devemos ter sempre fé em Deus, pra mim pouco importa as provas, as falas, entrevistas, eu tenho FÉ! Você sabe o que é fé? é acreditar, pra sempre! Não importa o que aconteça. (isso não tem haver com o post)
By: Déh Maranhês (http://bichinhosfofos-bailalinda.blogspot.com)

Edificando em todo lugar..

type