segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Mulheres como Agar


Estive pensando em Agar,serva de Sara e que por sua precipitação,foi dada a Abraão para que este realizasse o sonho de ser pai,uma vez que Sara ainda era estéril.
Assim tomou Sarai, mulher de Abraão, a Agar egípcia, sua serva, e deu-a por mulher a Abraão seu marido, ao fim de dez anos que Abraão habitara na terra de Canaã.Gênesis 16:3
Mas pensei em Agar imparcialmente,não como a serva maldosa,que após ter um filho com o patrão,''virou a casaca''(como diria o povo da minha interiorana cidade) e começou a caçoar de sua dona..
E ele possuiu a Agar, e ela concebeu; e vendo ela que concebera, foi sua senhora desprezada aos seus olhos.Gênesis 16:4
  Vi em minha mente uma Agar  mais do que escrava de Sara e Abraão,escrava de  sua própria inveja, de uma obsessão louca em ocupar o lugar de uma mulher por quem agora nutria uma ''admiração inversa''...(aquela admiração que gera desejo de destruir,copiar e substituir o ser admirado).
  Penso em Agar olhando Sara de alto a baixo,observando seu jeito de falar,as roupas que vestia,o jeito de pentear o cabelo,suas preferências para comidas,s cores, lugares da casa...o jeito de Sara se dirigir a Abraão..uma Agar que não podia suportar a beleza de sua oponente(a Bíblia diz que Sara era muito bonita)embora  não diga que Agar  fosse feia.
  Onde tudo começou?Começou quando Agar  parou de pensar como serva,e viu em Ismael,herdeiro de Abraão e seu filho,uma ilusória oportunidade de ser ''senhora''.
  Enquanto procuro pensar  nas idealizações de  Agar,chego a conclusão,que seu erro,não foi desejar  uma vida melhor,de uma mulher que não seria  mais escrava...mas desejar isto,num lugar e ambientes que não lhe pertenciam.Naquela casa já havia uma senhora,uma esposa,uma  mulher a ser amada  por seu marido e abençoada por seu Deus.
  Quando Sara despediu Agar pelo deserto,irritada com seus deboches e provocações,Deus sossegou o coração de Abraão ordenando que não refutasse a decisão de Sara,porque Ele,pessoalmente zelaria em dar um futuro para a  escrava e seu filho.

Porém Deus disse a Abraão: Não te pareça mal aos teus olhos acerca do moço e acerca da tua serva; em tudo o que Sara te diz, ouve a sua voz; porque em Isaque será chamada a tua descendência.

Mas também do filho desta serva farei uma nação, porquanto é tua descendência.Génesis 21:12-13

Deus também olhou para ela...para Ele não havia diferença entre a filha Sara e a filha(ainda que egípcia)Agar..Ele tinha planos para uma,e tinha planos para a outra..com dignidade para ambas,dando valor  aos sonhos de ambas(o de Sara era ser mãe,capaz de realizar os sonhos do marido..o de Agar era de ser alguém importante e que seu filho fosse alguém importante)e apesar de seus erros(os de Sara precipitar-se em fazer a serva dormir com o marido,o de Agar,o de deixar-se dominar por ambição e inveja).
 No deserto ,junto ao poço,Agar  provou do amor deste Deus que permitiu sua vida mudar espantosa mente do dia para a noite,mas que não lhe abandonou.O que parecia ser o fim para ela e para o menino..se tornou o início para uma vida melhor.
E ouviu Deus a voz do menino, e bradou o anjo de Deus a Agar desde os céus, e disse-lhe: Que tens, Agar? Não temas, porque Deus ouviu a voz do menino desde o lugar onde está.Gênesis 21:17


E ela chamou o nome do SENHOR, que com ela falava: Tu és Deus que me vê; porque disse: Não olhei eu também para aquele que me vê?Gênesis 16:13
Por isso se chama aquele poço de Beer-Laai-Rói; eis que está entre Cades e Berede.Gênesis 16:13
  Nada mais sei sobre a vida de Hagar a partir do encontro em frente ao poço *Laaí Rói com Aquele que vive e que a viu;mas para as Hagar(res) de nossos dias...eu daria um  conselho:
  Fuja de ambientes que lhe tornam obsessivamente invejosa de outras mulheres ou outras pessoas...não as tente imitar,não as queira substituir,não seja a vilã da história de sua vida e das pessoas que convivem com você.
Existe um Deus que  lhe vê ,potenciais que Ele  deu exclusivamente a você...você não precisa estar por baixo para sempre se isto se tornou insuportável pra você...mas se  haverás de reinar..reine sem destruir o reino alheio,com dignidade e debaixo da bênção deste Deus de amor.
*Abraço e paz!
**Laaí Roí significa Aquele que vive e me vê
oração de hoje:
Pai,oro pela inveja própria das mulheres,pela sua malícia em querer  roubar o lugar de outra,suas conquistas na sociedade,ou o coração de seu amado;oro por estas mulheres para que olhem para si mesmas,para seu potencial,e busquem seu próprio lugar de destaque sem que para isto precisem roubar o que não lhes pertence e não pode ser abençoado.Sei que ama mulheres como Hagar,sussitíveis a armar projetos mesquinhos para destruir outras mulheres,e que pode tirá-las desta situação terrível,e lhes dar uma bênção originalmente sua.É o que te peço,com sinceridade e em amor.Em nome de Jesus,amém!


5 comentários:

Tatiane Garcia disse...

Sabe Ale, eu sempre tive pena de Hagar...sei lá, mtas vezes eu leio o velho testamento e fico pensando o quanto era difícil a vida naquele tempo!! achei mto legal essa reflexão...e fiquei pensando o q teria acontecido (em detalhes) em sua vida!
Aproveito q vc está falando em mulheres e te pergunto (fica a seu critério responder/postar). Como vc vê a mulher de Jó? tens algum estudo sobre ela, sobre suas atitudes?

Olívia de Andrade Monteiro disse...

Como é complexo definirmos até onde vai o desejo de ser importante para alguém do poto ode começa o desejo de ter o que pertence a outra pessoa? Vejo muitas mulheres em meu consultório que vêem as mulheres das capas de revistas e desejam modificar seu corpo, não para serem mais saudáveis ou sentirem-se melhores, mas para ter o que aparentemete essas mulheres tem. Cada uma que julgue a si mesma na Palavra que transforma. Abraços, Olívia.
Emagrecimento, saúde e bem-estar com linguagem acessível e dicas práticas: TERAPIAS CORPORAIS E EMAGRECIMENTO www.oliviadeandrademonteiro.blogspot.com/

Fran Souza disse...

Ale, essa questão de inveja é realmente algo muito importante a ser tratado, principalmente nos dias de hoje onde podemos perceber mulheres venerando outras, julgando-as poderosas e felizes apenas pelo que escrevem/mostram em seus blogs e sites tendo assim atitudes como de Hagar.
Como sempre uma palavra maravilhosa.
Fica na paz!
Beijinhos

Lourdes M.M.C. disse...

Agar foi uma escrava obediente.em momento algum citada como invejosa.é natural que uma mãe tenha o instinto da busca por proteção daquele que gerou nela um filho. Deus falou primeiro com Agar e nunca com Sara. Agar sempre obediente. Sara foi mau caráter e má qdo deu seu marido a Agar e qdo adulterou com o rei do Egito a favor de seu casamento de contrato em troca de bens. No entanto o filho de Abrão com Agar foi por Deus o mais abençoado. Porque as igrejas ñ dizem no púlpito a verdade?

Regina Helena disse...

A história de Agar realmente é fascinante... Agar casou o seu filho com uma mulher egípcia, alguém do seu próprio povo. Houve consentimento da parte de Agar para o casamento de seu filho. Missão cumprida! Deus honrou a Sua promessa, preservou a vida de Agar e a de Ismael e fez deles um grande povo. Agar precisou passar por estas aflições pra sentir o amor e a providência de Deus: “Eu te conheci no deserto, em terra muito seca” (Os 13.5). As perdas nos ensinam, nos amadurecem.
Deus cumpre Suas promessas. Honra Ismael (21.17) por amor a Abraão (Gn 21.13, 18-19). Deus tremendo, Deus fiel!
http://destilardosfavos.blogspot.com.br/2011/01/frutificando-no-deserto.html

Edificando em todo lugar..

type